set 01

 POLÍCIA CONDICIONA ESPECIALIZADAS NA 2ª SECCIONAL A REFORÇOS EM CAMPINAS

Após seis meses, aberturas de novas DDM, Dise e DIG seguem indefinidas.Sindicato aponta déficit de policiais civis e defende otimização nos serviços.

O funcionamento da 2ª Delegacia Seccional de Campinas (SP) completou seis meses nesta semana, mas a abertura das unidades especializadas previstas em projeto inicial do estado segue sem prazo definido. A Polícia Civil condiciona as instalações das novas delegacias de Defesa da Mulher (DDM), de Investigações Sobre Entorpecentes (Dise) e de Investigações Gerais (DIG) a reforços no efetivo, e também admite que o atual prédio não é considerado ideal.

imagemAAA

 

“A abertura de novas especializadas depende de aumento do quadro de policiais. Todavia, as ocorrências relativas às drogas, à violência contra a mulher e casos de maior gravidade ou repercussão, ocorridas na área da nova seccional, continuam sendo investigadas pela Dise, DDM e DIG”, diz nota enviada ao G1 pelo diretor do Departamento de Polícia Judiciária (Deinter-2), Kleber Altale. A unidade instalada no Jardim Londres tem 69 policiais civis, entre eles 12 delegados, dez escrivães, sete investigadores, 14 agentes de telecomunicações, dois carcereiros e 24 agentes policiais. Para ele, o número é suficiente para a demanda atual.

O que mudaria?
O presidente do Sindicato dos Policiais Civis da Região de Campinas (Sinpol), Aparecido Lima de Carvalho, aponta que o município possui déficit de 100 profissionais da categoria. Segundo ele, o funcionamento da 2ª Seccional amenizou a sobrecarga de trabalho em outros plantões, mantidos nos distritos que atendem nos bairros Botafogo (1º DP), Taquaral (4º DP), Jardim Amazonas (5º DP) e Jardim Aeroporto (9º DP). Contudo, ele considera imprescindível a criação das delegacias especializadas para reduzir crimes e aprimorar os serviços, já que a unidade não faz investigações, mas somente o registro de boletins de ocorrência.

“Se a nova DDM tivesse sido instalada, seria de suma importância para mulheres que residem naquela região. Ela teriam uma delegacia especializada para ampará-las e tomar providências contra todos os tipos de abusos e crimes cometidos contra elas”, avalia ao lembrar que a 2ª Seccional foi criada para atender às regiões do Campo Grande e Ouro Verde. De acordo com a Prefeitura, as áreas que poderão ser elevadas à distritos em plebiscito somam somam 430 mil habitantes em 230 bairros. Atualmente, Campinas tem apenas uma DDM – que funciona no bairro Bonfim e fica a 4,3 quilômetros da nova Seccional.

imagem45

 

Em relação às novas DIG e Dise, Carvalho avalia que elas poderiam contribuir na solução de crimes contra patrimônio, incluindo frutos e roubos de veículos que ocasionalmente podem estar associados à homicídios, e também no combate às drogas. “O tráfico de entorpecentes é a mãe dos crimes. O viciado não mede esforços para manter o vício, e o traficante, além de incentivar a prática de crimes, aniquila todos que se opõem”, critica.

Reforço nas atuais estruturas
De acordo com o delegado Luis Segantin, do Deinter-2, a prioridade é adequar o número de policiais nas delegacias especializadas já existentes. Segundo ele, na sequência o plano da corporação será instalar a nova DDM na 2ª Seccional. “Mesmo com o atual quadro de servidores, que gradativamente tem sido complementado em razão dos concursos em andamento, a Polícia Civil e demais órgãos de segurança pública têm se empenhado no combate ao crime”, ressalta o policial.

Sem mencionar número e prazo para os reforços em Campinas, Kleber Altale frisou, em nota, que além de concursos em andamento, também há processos do estado em fase de edital. De acordo com estatísticas do governo paulista, o número de homicídios dolosos, quando há intenção, aumentaram 13,6% de janeiro a julho na cidade, em relação ao mesmo período do ano passado. Outros crimes que cresceram no intervalo foram furtos e roubos, apesar de queda nos latrocínios, roubo de cargas e também furto e roubo de veículos no município.

 

Prédio não é considerado ideal

A 2ª Seccional foi inaugurada em 28 de fevereiro, após impasse sobre o local para instalação da delegacia. Apesar de alugada por três anos, ao custo de R$ 60 mil mensais, a estrutura não agrada a polícia. “O ideal, e não só na situação da 2ª Seccional, seria a construção de sede própria [...] O diretor do Deinter-2 tem efetuado tratativas com os governos municipal e estadual no sentido de localizar e receber terreno apropriado em que seja possível construir”, afrima, em nota, o delegado titular da 1ª Seccional, José Carneiro de Campos Rolim Neto.

O estado iniciou a busca por uma área, após a Justiça vetar a doação de um lote com 16 mil metros quadrados no Parque Linear Capivari, que seria feita pela Prefeitura. Para amenizar o atraso na construção, o governo paulista optou por alugar um prédio após a Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb) barrar, em abril de 2013, a construção em um terreno no Jardim Aires da Costa, onde houve contaminação por gás metano.

imagemASSD

 

 

 

ATT.
Aparecido Lima de Carvalho
Presidente Sinpol Campinas/ Feipol Sudeste

 

 

ago 27

Sinpol Campinas ajuizou ação contra o INSTITUDO DE ASSISTENCIA MÉDICA AO SERVIÇO PÚBLICO ESTADUAL- IAMSPE, para cessar os descontos em folha de pagamento do iamspe bem como a devolução dos valores cobrados a partir da citação da ação, e obteve sentença favorável da 11ª vara da fazenda pública de São Paulo em favor dos seguintes policiais civis.

CCF27082014_00002 CCF27082014_00000 CCF27082014_00001

ATT.

Aparecido Lima de Carvalho
Presidente Sinpol Campinas/ Feipol Sudeste

ago 27

O Sinpol Campinas fechou parceria com a Forte Card que é um cartão que oferece  serviços e benefícios, que trarão uma economia de R$153,00 por mês.

O cartão estará disponível para todos os policiais civis na sede do sinpol – campinas.

imagema

 

CCdF25082014_00000

 

 

CCFgg25082014_00000

 

Maiores informações poderão ser obtidas através do e-mail  sinpol@mpc.com.br  /  comercial@fortecard.com.br   ou telefone: 3237-0621

 

ATT.

Aparecido Lima de Carvalho
Presidente Sinpol Campinas/ Feipol Sudeste

 

 

ago 26

 

O Sinpol Campinas comunica a todos os policiais civis de campinas e região,   que o Dr. Lucas Silva Laurindo, não mais presta serviços neste sindicato,assumindo o seu lugar o Dr. Carlos Alberto  Marchi de Queiroz que dará suporte jurídico para procedimentos criminais e administrativos. Para ajuizamento das ações de direito público, foram contratados os seguintes escritórios de advocacia: (1-Advocacia Marcatto); (2-Arruda Munhoz Sociedade de advogados). (3-Foz Advogados);

Portanto, todas as ações cíveis devem ser encaminhadas para este sindicato  e os procedimentos criminais e administrativos devem ser agendados com antecedência mínima de 5 dias para o devido suporte jurídico.

Mais informações poderão ser obtidas através do e-mail: sinpol@mpc.com.br ou telefone: (19) 3237-0621.

 

ATT.

Aparecido Lima de Carvalho
Presidente Sinpol Campinas/ Feipol Sudeste

 

 

ago 22

A

 

B

 

C

 

D

 

E

F

G

 

ATT.

Aparecido Lima de Carvalho (Kiko)
Presidente Sinpol Campinas e Feipol Sudeste

 

 

ago 21

CCFwwwww21082014_00000

As condições para  ajuizamento de ações ou mandado de segurança pela Advocacia Marcatto poderão ser obtidas através do e-mail: sinpol@mpc.com.br ou telefone: (19) 3237-0621

ATT.

Aparecido Lima de Carvalho (Kiko)
Presidente Sinpol Campinas e Feipol Sudeste

 

ago 21

Os clientes da Unimed Campinas podem frequentar as salas de cinema do Box Cinépolis, do Campinas Shopping, pagando meia entrada A parceria firmada entre a Cooperativa e a rede cinemas é válida para as salas tradicionais e 3D, nas sessões de segunda a quinta-feira (exceto feriados). Para ter o desconto de 50%, valido exclusivamente para o bilhete inteiro, é preciso apresentar um documento original com foto junto com o cartão Unimed.

O Box Cinépolis Campinas localiza-se na Rua Jack Teixeira de Camargo, 940 – Térreo- Campinas Shopping- Jardim do Lago. A programação pode ser conferida no site: www.cinepolis.com.br.

CCF2108201dd4_00000

Fonte: Expresso Unimed | Julho – Agosto 2014

 

ATT.

Aparecido Lima de Carvalho (Kiko)
Presidente Sinpol Campinas e Feipol Sudeste

 

ago 19

Policia Civil encontra parte de carga roubada da Samsung no Paraguai

DIG de Campinas (SP) realizou buscas em quatro lojas em Ciudad Del Este. No assalto foram levados 34.602 telefones celulares, tablets e notebooks.

 

imagemaa

 

2cf7f42d0fecaaa430911f93b08ff75e_XL

Parte da carga roubada da fábrica da Samsung em Campinas (SP) foi localizada no Paraguai nesta quinta-feira (14). Os policiais da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) encontraram alguns itens levados da empresa durante o assalto que ocorreu no dia 7 de julho em buscas realizadas em quatro lojas em Ciudad Del Este. Foram recuperados celulares e eletrônicos.

De acordo com a Polícia Civil, durante as investigações os policiais receberam informações que a carga estaria sendo encaminhada para fora do país. A ação resultou na apreensão de aparelhos celulares, de informática e eletrônicos que foram roubados da Samsung. Nesta quinta-feira foram cumpridos três mandados de busca e apreensão. Um balanço da operação não havia sido divulgado até o fechamento da reportagem.

O dono de uma das lojas foi encaminhado para a delegacia do Paraguai para prestar depoimento. Uma equipe do Jornal da EPTV chegou a comprar um aparelho do comerciante detido por um preço abaixo do mercado. O item foi devolvido para a polícia e a numeração de série mostrava que ele fazia parte dos itens roubados no assalto.

 

imagemsa

 

Valor da carga
O prejuízo que a fábrica da multinacional Samsung teve com o mega-assalto foi de R$ 20 milhões, de acordo com a Polícia Civil. Foram levados 34.602 telefones celulares, tablets e notebooks.

 No dia 7 de julho, de acordo com a polícia, funcionários da empresa que estavam em uma van foram rendidos em uma estrada no Parque Imperador. Eles foram levados até a fábrica e guiados pela quadrilha, para autorizar a entrada dos criminosos. Ao entrar na Samsung, o grupo rendeu inicialmente os seguranças do setor de distribuição e, em seguida, os vigias da portaria.

Funcionários do setor de distribuição ficaram sob poder da quadrilha. Pelas imagens do sistema de segurança, foi possível identificar um caminhão circulando dentro da fábrica em Campinas. Em outro trecho, era possível ver uma movimentação dentro da empresa, de homens andando pelo local com celulares e rádios.

O G1 entrou em contato com a Samsung, mas até a publicação da reportagem ninguém havia sido encontrado para comentar o caso.

 

➪  LINK DA REPORTAGEM:  https://www.youtube.com/watch?v=edeSpGOQPO8

 

Sinpol Campinas, não poderia  deixar de parabenizar os competentes policiais da DIG de campinas  que com muita competência estão esclarecendo  o roubo da empresa Samsung , resgatando a dignidade  e o poder de investigação da policia civil , divulgado na mídia nacional e internacional, um trabalho  de investigação  que deve servir de exemplo para todos os policiais civis comprometidos com a causa da  instituição, ou seja, combater o crime e o criminoso, ainda que se preciso for ultrapassar  fronteiras do país como foi o caso em pauta.

ATT.

Aparecido Lima de Carvalho (Kiko)
Presidente Sinpol Campinas e Feipol Sudeste

 

ago 18

CCF15082014_00000

 

 

140814


 

Sinpol Campinas, estará disponibilizando (mediante contrato), suporte jurídico a todos  policiais civis que sentirem lesados em seus direitos de aposentadoria pela publicação da instrução conjunta nº02 do SSPREV/UCRH de 12/08/2014.

 

Mais informações poderão ser obtidas através do e-mail: sinpol@mpc.com.br ou telefone: (19) 3237-0621.

 

ATT.
Aparecido Lima de Carvalho (Kiko)
Presidente do Sinpol Campinas

 

ago 14

REPORTAGEM DO JORNAL CORREIO POPULAR 13/08/2014 SOBRE SANSAÇÃO DE IMPUNIDADE.

CCF13082014_00001

 

 

Att.
Aparecido Lima de Carvalho (Kiko)
Presidente do Sinpol Campinas